quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Equipes santarenas prontas, falta apenas o gramado para o Colosso do Tapajós

Futebol santareno em alta, falta apenas o término da reforma "sem fim" do Colosso do Tapajós. E esse é o grave problema!!!


O torcedor santareno está à beira de um momento histórico. Pela primeira vez no município, três equipes vão representar a cidade na fase principal do Parazão – São Francisco e São Raimundo e o caçula Tapajós. Se isso é um estímulo e tanto, a situação da principal praça de esportes da cidade causa preocupação. O estádio que antes era denominado "Barbalhão", hoje conhecido por "Colosso do Tapajós" segue aguardando o plantio do novo gramado,
previsto originalmente para ser entregue pronto entre os últimos meses de setembro e outubro.
Nova esperança surge de que do gramado tão esperado, seja reiniciado ainda em novembro seu plantio, e que com muita Fé em Deus, dentro de dois meses ele esteja pronto. Porém, o que se sabe é que qualquer atraso nesse planejamento pode comprometer sua utilização.
“Hoje me preocupa bastante. A cidade tem três equipes disputando a competição e o estádio está em reforma, sem gramado. Estamos na região Norte. Dezembro e janeiro são meses chuvosos. Se a implantação do gramado ficar marcada para esses meses, pode inviabilizar a utilização para o campeonato”, comentou o diretor-técnico da Federação Paraense de Futebol, Fernando Castro Rodrigues. 
A vistoria das praças esportivas para o próximo campeonato tem sido antecipada para preparar alternativas aos clubes. E o trio santareno tem sinalizado que está mesmo atrás de uma nova sede. “A cidade de Vitória do Xingu tem um estádio novo, recém-inaugurado, e parece a melhor opção para o mando de jogos, caso não possamos contar com o Barbalhão”, comentou o presidente do São Raimundo, Sandro Lopes. 
O município de Vitória do Xingu, distante 300 km de Santarém, é próximo de Altamira e inaugurou estádio para 4 mil torcedores em agosto, durante a disputa da Copa Zico 10. O município de Ipixuna, distante 800 km de Santarém, já sediou jogos do São Raimundo no Parazão 2005, mas o longo período sem atividade e a falta de laudos são tomados como um empecilho para os jogos na cidade.

Da redação/ Com informações e fotos Diário do Pará


Nenhum comentário:

Postar um comentário