segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O arquipélago do Marajó


A grande variedade de flora e fauna são umas das atrações do arquipélago, com destaque para o búfalo, considerado símbolo da região.


O arquipélago do Marajó está localizado ao norte do Estado do Pará, banhado pelo Rio Amazonas, Rio Tocantins e pelo Oceano Atlântico, sua extensão é de aproximadamente 50.000 Km² e a população de 250.000 habitantes, o clima é quente úmido com temperatura média de 30 graus. Com cerca de 3.000 ilhas e ilhotas, é o maior arquipélago flúvio-marítimo do mundo e uma área de Proteção Ambiental (APA).
A grande variedade de flora e fauna são umas das atrações do arquipélago, com destaque para o búfalo considerado símbolo da região. No Marajó é encontrada a maior concentração de búfalos do Brasil. Segundos historiados, eles foram introduzidos nesta região por acidente, isso porque o navio onde estavam sendo transportados para a Guiana Francesa, naufragou na costa da Ilha de Marajó. Os búfalos, originários da índia, encontraram no Marajó um habitat ideal para sobrevivência com várzeas e vegetação abundantes.

O Arquipélago do Marajó tem como seus municípios Afuá, Anajás, Bagre, Breves, Cachoeira do Arari, Chaves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, S. Sebastião da Boa Vista e Soure. Com destaque para as cidades de Salvaterra e Soure, separadas pelo Rio Paracauari.
A paisagem do Marajó é formada por lagos, rios, igarapés, furos, campos naturais, florestas, fazendas, praias de mar e de rio, sendo que metade do ano sua paisagem é mudada devido à ação que o mar gera na região. Boa parte dela fica alagada, fazendo com que as águas das praias, por exemplo, alternem de águas salgadas e verdes do mar com as doces e barrentas dos rios amazônicos.
A região encontra-se personalidades mundialmente conhecidas, como Dalcídio Jurandir e o estilista Dener Pamplona de Abreu, este considerado o criador da moda brasileira, vieram ao mundo. Possui um dos maiores rebanhos bubalinos internacionais, apresenta exemplares únicos de fauna e flora e sua tradição na fabricação de objetos em cerâmica é ovacionada em todo o mundo. O Marajó inspirou, além de livros de Dalcídio e filmes de Líbero Luxardo, músicas como “Destino Marajoara”, composta por Nilson Chaves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário