quarta-feira, 18 de junho de 2014

TURISMO

                        Alter do Chão na cheia 
        Mostra uma natureza linda e diferente com muitas opções de lazer e eco turismo
É quando aquela silhueta de areia branca e águas claras que se exibe em frente à orla da Vila 
dá lugar a uma imensidão de água verde que nos leva aos lugares mas exóticos de Alter do Chão.




























No período de dezembro a junho, o inverno chega a nossa região, fazendo com que as nossas maravilhosas praias fiquem debaixo d'água; Praias como a de Alter do Chão que no período dos cinco dias do festival do Sairé, atrai mais de 10mil pessoas de todos os lugares. Mas com a praia alagada, o que então temos para apreciar em Alter?

Sol de menos, água de mais, aparecem novas formas da natureza revelar suas belezas. Esse é o caso da FLORESTA ENCANTADA do Caranazal, que fica a cerca de três quilômetros de Alter do Chão, às margens da rodovia Everaldo de Sousa Martins (que dá acesso ao balneário) o lugar denominado pelos antigos moradores de Cabeceira do Cuicuera há mais de 10 anos foi identificado como atrativo turístico e recebeu o nome de Floresta Encantada. A visita ao local é feita na companhia dos moradores, catraieiros que também trabalham como guias e acompanham os turistas mostrando as belezas do lugar, enquanto narram suas histórias.



















A Floresta Encantada recebe, em média, mil visitas por ano, durante os meses de março a julho. Nesta época, os igarapés transbordam e se forma um igapó. O passeio é feito em canoas que duram cerca de uma hora.
Visitar a Floresta é como fazer uma trilha, mas de canoa. A paisagem se confunde: as águas calmas criam um efeito espelhado e o visitante fica cercado pela vegetação. O silêncio e a tranquilidade são marcantes. A cada pequena distância percorrida, ficamos encantados com a diversidade da fauna e da flora, e acompanhamos várias espécies de orquídeas que embelezam ainda mais a paisagem, e pássaros sobrevoam ao nosso redor, dentre eles podemos citar as garças e tucanos, que são típicos de toda a região inundada. Se tivermos sorte, podemos até flagrar a luta pela vida, como perseguição de peixes, a garça alcançando seu alimento, ou animais na beira do rio. E os poucos raios de sol que invadem a floresta, iluminam o caminho estreito, em uma proximidade com a natureza durante o passeio. O mais interessante é que existe em meio à floresta um restaurante que serve pratos maravilhosos, tudo muito regional. Uma ótima opção de turismo também, e nada melhor que uma saborosa refeição em meio à pura natureza, respirando o ar mais puro em total contato com paisagens exuberantes de acalmar qualquer pessoa, acostumado ou estressado com o dia a dia.


Ilha do Amor, Ilha da Fantasia, Lago Verde, comunidades Caranazal, Ponta de Pedra e Pindobal são algumas das opções. Além do Tapajós, o rio Arapiuns e as trilhas Jamaracua não podem ficar de fora do passeio.
   

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário