terça-feira, 22 de março de 2016

Carro feito por estudantes santarenos, com fibras da Amazônia, irá competir em SP !!!

“Evento será de 31 de março a 3 de abril, em São José dos Campos (SP). Diferencial do projeto é o uso de fibras amazônicas, segundo coordenação”.


A criação de um protótipo de veículo off-road (termo utilizado para designar qualquer atividade esportiva ou automobilística que possa ser realizada em locais não pavimentados e de difícil acesso) levará um grupo de estudantes do curso interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Instituto de Engenharia e Geociências (IEG) da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em Santarém, a participar de uma competição nacional no período de 31 de março a 3 de abril de 2016, na cidade de São José dos Campos, em São Paulo.
Ao todo são 74 projetos inscritos no evento. O grupo de alunos é um dos três representantes da região norte do Brasil.
O projeto teve início no começo de 2015. A montagem do veículo ocorreu em outubro do mesmo ano. Segundo o coordenador do projeto, Thiago Moreira, o veículo tem na carenagem um diferencial importante. “A carenagem do carro é feita de fibras naturais amazônicas, como a fibra do curauá. A gente vai levar esse diferencial para essa competição”, explicou.
Na manhã de ontem, terça-feira (22), os alunos estavam dando os últimos ajustes e desmontando as peças do protótipo, pois ele não pode ser transportado até o local da competição montado. Apenas quatro integrantes da equipe e o coordenador devem viajar a São Paulo. A equipe sairá de Santarém no dia 29 de março.
Segundo o integrante do projeto, Nicholas Furtado, a proposta do professor Moreira em construir um veículo foi um desafio no qual eles colocaram as teorias aprendidas dentro da sala de aula em prática.
Moreira explicou que a equipe deve viajar para a competição em um número reduzido devido a falta de condições financeiras e a falta de patrocínio.
Além dos alunos da Ufopa, uma equipe da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Tucuruí, estará participando do evento.

Dificuldades
Desde o início, a equipe formada por oito pessoas enfrentou muitos problemas, e o maior deles foi a busca por patrocínio. Segundo outro membro da equipe, Adebraldo Maia, mesmo com as dificuldades, o evento será uma oportunidade para mostrar a capacidade de acadêmicos da região. “As pessoas não confiam no potencial dos alunos santarenos e não ajudam, mas nós sabemos do nosso potencial e vamos mostrar isso para o Brasil inteiro”, conta.
Fases do campeonato
No dia 30 de março, já em SP, a equipe terá o dia todo para montar o protótipo. O campeonato começa no dia 31 de março e encerra no dia 3 de abril. A competição é dividida em várias fases, segundo Moreira. “Na primeira fase os alunos defenderão o projeto do veículo como se fossem defender o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Vai ter uma banca julgadora que avaliará essa apresentação e o projeto em si”, explicou.
As outras fases da competição são as provas dinâmicas: parte estática (prova de segurança); avaliação dinâmica de segurança e conforto do operador (prova de conforto); demonstração da capacidade de frenagem (prova de freios); verificação do motor; avaliação da suspensão e tração e sistemas; aceleração de velocidade na terra e no asfalto; prova de manobrabilidade; e o enduro de resistência que durará 3h.
Os três primeiros colocados, além de receberem troféus e outros prêmios, disputarão o mundial de veículos off-road que será realizado na Califórnia (EUA).
Com informações; G1 Santarém/Foto: Thiago Moreira/Arquivo Pessoal


Nenhum comentário:

Postar um comentário