quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

INCRÍVEL, UMA CIDADE FANTASMA NO CORAÇÃO DA AMAZÔNIA!!!



“Quem diria que um dia os moradores de uma cidade da Amazônia seriam expulsos de suas casas por causa de uma invasão de formigas. Pois segundo a lenda, foi assim mesmo que aconteceu...”

A cidade que se perde no meio da floresta, foi fundada em 1694, sendo a primeira povoação portuguesa nas margens do Rio Negro, mais antiga até que a primeira capital do Amazonas. Viveu dias de apogeu, sendo á época uma das localidades mais importantes no Rio Negro desde que foi colonizada pelos portugueses até à II Guerra Mundial, quando os soldados aliados encontravam em seu solo a maior fonte de borracha para a fabricação de pneus e materiais cirúrgicos no látex da Amazônia.”



Apogeu e Decadência- O município de Airão concentrava toda a produção de borracha do alto Rio Negro, do rio Jaú e seus afluentes e do Rio Branco, trazendo também a produção de vilarejos próximos de Boa Vista, já no Estado de Roraima. Com o fim da Guerra, os ingleses passaram a comprar látex da Malásia. Os produtores amazonenses foram pegos e surpresa, e como Airão era um ponto de captação e distribuição, a cidade faliu.


Com a decadência do Ciclo da Borracha, os habitantes sem nenhuma esperança começaram a abandonar a cidade, até o último morador partir em 1985. Boa parte da sua população mudou-se para vilarejos mais próximos da capital do estado, Manaus, mas a maioria (108 pessoas) foi transferida para a vila de Itapeaçu, que passou então a chamar-se Novo Airão. Como a população começou a abandonar a cidade, surgiu então a lenda das formigas. Um político da época afirmou que a população estava sendo devorada por formigas e pediu ajuda para mudar a sede do município. Como uma mentira bem contada pode virar verdade, a partir de 1950 a população começou a ser transferida para onde hoje é Novo Airão. E a cidade abandonada, acabou se transformando em cidade fantasma! Histórias da Selva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário