quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Tremor de terra assusta moradores, em Manaus

Um tremor de terra foi sentido em algumas zonas de Manaus às 20h45 (hora de Brasília) desta terça-feira (24). Uma faculdade na Zona Centro-Sul liberou alunos. Moradores de condomínios na mesma zona desceram dos prédios após sentirem o abalo. Segundo Corpo de Bombeiros, mais de 30 chamadas foram feitas pelo 193.

"Nós estávamos trabalhando normal, no computador, quando sentimos um tremor forte. Uma moça que trabalha na frente da minha sala foi nos avisar e perguntar se também estávamos sentindo. Aí a gente já foi abrindo a porta e descendo as escadas.

Encontramos com outras pessoas de outros andares que também sentiram. Umas até sentiram muito forte, disseram que o monitor do computador chegou a tremer", disse.De acordo com o universitário Thiago Correa, de 29 anos, o tremor durou alguns segundos e foi sentido no prédio da Justiça Federal (JF-AM), na Avenida André Araújo.



  •  

Em toda cidade, mais de 30 chamadas foram feitos ao Corpo de Bombeiros, conforme o tenente Janderson Lopes. "Foram muitas chamas em diversas zonas de Manaus. Fomos acionados por moradores do Vieiralves, no Centro também. Algumas tiveram suspeita de vazamento de gás", contou.


Em uma faculdade na Zona Centro-Sul da capital amazonense, o tremor também foi sentido. Os estudantes foram liberados pela direção da instituição.
"Eu estava sentada no finalzinho da sala e senti a cadeira tremer por duas vezes. Depois olhei para o projetor e vi ele balançando. Aí fiquei assustada. Mas não podia sair da sala, continuei. Aí depois os alunos começaram a correr. Mandaram a gente sair da sala e entramos em desespero, claro", relatou a estudante de jornalismo, Andrezza Rabelo, de 27 anos.
A Faculdade Martha Falcão/DeVry informou por meio de nota que nenhum incidente foi registrado durante a evacuação.  "O  prédio da instituição, localizado na rua Natal, em Adrianópolis, foi preventivamente evacuado, atendendo às medidas de segurança recomendadas pelo Corpo de Bombeiros", cita nota enviada à imprensa.
A empresária Hellen Lima, de 38 anos, conta que o tremor foi sentido pelos moradores do condomínio Vista do Sol, onde mora. "O prédio começou a balançar. Eu estava em pé e tive a sensação como quando a pessoa está muito tonta. Fiquei desesperada porque pensei que pudesse ser algum problema no prédio. Não sabia se eu descia no elevador ou na escada. Quando cheguei no térreo outros moradores foram chegando e comentando sobre a situação", disse ao G1.

Segundo informou o  Serviço Geológico dos EUA (USGS) um tremor de magnitude 7,5 aconteceu às 20h45 (hora de Brasília) na região fronteiriça entre Peru e Brasil - com epicentro no Peru.
O abalo também foi sentido em cidades do Acre e Rondônia.

Fonte,Leandro Tapajós e Jamile Alves
Do G1 AM*Fotos;Matheus Castro/Thiago Correa/Arquivo Pessoal


Nenhum comentário:

Postar um comentário