sexta-feira, 4 de agosto de 2017

O risco de migração dos pássaros da Amazônia nos centros urbanos

As aves da Amazônia são as que mais sofrem com o desmatamento.
O poder de destruição do homem desrespeita fronteiras e invade o habitat dos pássaros.


Os pássaros estáo sendo obrigados a sair do lugar onde Deus ordenou que fizessem morada..
A ganancia dos homens afugenta e mata até os pássaros !
Antes, o processo de migração era privilégio de algumas poucas espécies que  buscavam lugares apropriados para procriação. Hoje mostra uma realidade trágica, quando os ornamentos do céu, os  pássaros, são obrigados a sair da  floresta, expulsos pela ambição humana.
De acordo com pesquisas feitas por especialistas,  Muitas espécimes da Amazônia sofrem com isso. Caso dos papagaios, que são monogâmicos e muitas vezes sofrem em adotar novos parceiros nos locais onde são obrigados a se refugiar. isso quando encontram...


Sem alternativa, muitos acabam morrendo por sofrer solidão. Surge como causa mais evidente, o desmatamento, quase sempre seguido de queimadas  nas florestas. Seguindo instinto natural, os animais se transferem para  áreas urbanas, em busca de alimento. Um desequilibrio ecológico, imposto pelo homem moderno, que  desrespita até mesmo o habitat natural de muitos animais silvestres.
 A poeira do tempo, hoje misturada com a fumaça das queimadas e o cenário triste do desmatamento cantam canções tristes. Lembram décadas passadas, quando era muito comum ver as borboletas nos jardins em Belém. Havia uma diversidade grande de borboletas nas casas.... e hoje não se vê mais isso....

No caso das borboletas, o causador principal dessa uase extinção foi o fumace, borrifado nas ruas pra matar carapanã, consequentemente atingindo borboletas, que se afastam desses locais, ou ...morrem. A cidade hoje se ressente com a falta desse colorido natural poético.
A atitude irresponsável do homem atingiu limites extremos; um casal de beija-flor "Preto", considerado mestres em adaptação, foi obrigado a fazer seu ninho em um fio de alta tensão na área urbana da cidade grande. Bem-te-vis são vistos disputando espaços com gaviões, em poucos árvores frutíferas que ainda existem nos raros quintais de algumas cidades. Junto com eles, outros animais saem da floresta ou dela são obrigados a escapar, por que se tornaram o alvo principal da destruição; um contexto trágico mostra que Impulsionadas por fatores biológicos e ambientais, milhares de aves deixam anualmente suas áreas de reprodução e migram, percorrendo longas distancias para garantir a sobrevivência da espécie
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário